terça-feira, 8 de maio de 2012

Lula acaba CPI com o enviado Bastos

Ontem o próprio Márcio Tomaz Bastos circulava pela CPMI atuando para transferir o depoimento de Carlinhos Cachoeira. A desculpa é que o réu não falará se não tiver acesso aos documentos do inquérito. Como a palavra do ex-ministro é ordem para o PT, assim como para o PMDB, é bem provável que isto aconteça ou pelo menos seja discutido. Bastos foi contratado por R$ 15 milhões para defender o contraventor. Enquanto isso, o medo que paira no ar é que venham à tona os documentos da Operação Las Vegas, esta sim, com um poder destrutivo muitas vezes maior do que as operações que explodiram o esquema Cachoeira. O material radiotivo continua engavetado na sala-cofre da Procuradoria Geral da República.
É claro que a CPI vai parar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário