segunda-feira, 14 de maio de 2012

Em documento que assinou, Ronaldo Lacerda alertava o racha no governo Valdeir Batista com menos de meio ano de administração. Deu no que deu.





Clique duas vezes para ampliar


O texto abaiso e a foto acima foram colhidos na página pessoal de Ronaldo Lacerda no Facebook. De agora em diante a temperatura deve aumentar na cidade, e talvez por aqui também. É aguardar para ver. A biblioteca é boa?


"UM DOCUMENTO PÚBLICO QUE DIZ TUDO
QUALQUER SEMELHANÇA COM A ATUALIDADE NÃO SERÁ MERA COINCIDÊNCIA.
LEIA UM ALERTA AO GOVERNO VALDEIR BATISTA QUE NÃO FOI ENTENDIDO.
DEU NO QUE DEU, COM RETIRADA DA SUA CANDIDTURA NO ÚLTIMO SEGUNDO.

Este alerta eu fiz ao homem forte de Valdeir Batista, Sebastião Arrais, ou da Comal, seu cunhado, ainda em maio de 2005, com menos de seis meses de gestão.
Apesar de eu ser à época secretário de Planejamento e não de governo, percebi que havia divisão na base, o chamado fogo amigo, e tentei  encontrar solução para os conflitos internos. Acontece que um dos lados não queria solução, pretendia apenas ver os anos se passarem para dar Adeus a Valdeir Batista, como deram.
O problema é que a administração não evoluiu como deveria. O fogo amigo era muito alto e tinha chamas em pontos estratégicos do poder público. O desfecho todos conhecem. Só que muitos não sabem que eu alertava, sem sucesso, a cada fato novo. Quase toda equipe de secretários que era pró-Valdeir saiu fora muito cedo. Eu resisti até entregar pronto o Plano Diretor e a Municipalização do Trânsito. Dei-me por satisfeito e pedi afastamento da Secretaria de Planejamento. Valdeir Batista ficou ainda mais só no governo.
Hoje, na atual conjuntura, Alexandre Arraes conta em sua equipe com gente que passou pelos governos Bringel, Valdeir Batista e Lula Sampaio. Deus esteja do seu lado".

Nenhum comentário:

Postar um comentário