sábado, 28 de abril de 2012

Queixo de vidro

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) encerrou uma entrevista coletiva nesta sexta-feira após ser questionado se iria pedir apuração sobre a indicação que fez de uma prima do empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, a um cargo no governo de Minas Gerais, no ano passado. Aécio foi questionado se, a exemplo do que fez o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), que solicitou investigação da Procuradoria-Geral da República para se defender das acusações de envolvimento com Cachoeira, também pediria uma apuração sobre o episódio envolvendo seu nome. "Atendi a um pedido do líder do Democratas, [na época, o senador Demóstenes Torres] uma pessoa altamente qualificada. Talvez mais do que você, pela qualidade da sua pergunta", disse, dirigindo-se ao repórter. Após a declaração, Aécio encerrou a entrevista. (Folha Poder)

Nenhum comentário:

Postar um comentário