sábado, 7 de abril de 2012

Evilásio se movimenta para defender pedetistas

Vereador manteve contatos recentes com Idelfonso Lima(PSL) e Ronaldo Lacerda (PMDB), quando estudaram as possibilidades de uma coligação entre PDT, PMDB, PSL e PC do B. Intenção é formar uma chapa que eleja acima de seis vereadores.
Em todas as correntes políticas existem as caldas e as cabeças, em se tratando de disputa pelas vagas da câmara de vereadores. Não está sendo diferente com o PDT, que em Araripina é comandado por Evilásio Matheus.
Líderes populares carismáticos e dedicados, como é o caso de Genival da Vila e Didô, por exemplo, são sempre tratados como calda para eleger os protegidos do grupo a que pertencem. E é justamente com o objetivo de impedir que Genival e Didô fiquem de fora da câmara mesmo com votações expressivas que Evilásio Matheus se movimenta, visando levar os pedetistas para chapinha com candidatos do mesmo porte.
O líder de Lagoa do Barro, considerado o destaque da atual legislatura, faz contas e traça metas para que o seu partido eleja o maior número possível de vereadores, ele inclusive.
Nessa conjuntura quase imutável de massacre das lideranças emergentes, Evilásio tem escapado das armadilhas. Mas foi preciso 'estourar' de votos na última eleição para não ficar de fora. Basta lembrar o que aconteceu a Didô e Aurismar Cordeiro. Desta vez, Raimundo Pimentel está envolvido com outros projetos, o que já pode ser considerado luz amarela para Matheus.
Os presidentes do PMDB, Ronaldo Lacerda, e do PSL, Idelfonso do Mel, já conversaram em outro momento com o PC do B, através de seu presidente Ibiapino. Na atual rodada de conversas, Evilásio vem mantendo contatos com Ibiapino, separadamente, e há possibilidades de um encontro dos quatro presidentes de siglas ainda hoje ou amanhã, quando serão encaminhados novos entendimentos.

PREFEITO FORA
Para facilitar os entendimentos, a questão da escolha do candidato a prefeito não está sendo tratada. Evilásio é muito fiel a seu grupo e só tem admitido falar da chapa de vereadores. Versões de que Socorro Pimentel seria candidata com apoio de Bringel circularam com intensidade em certos meios políticos no final de semana apenas pelo fato da médica ser do PSL e em virtude dos encontros reservados entre os presidentes dos partidos que lutam por espaços na câmara de vereadores, mas a boataria não ganhou espaço nas discussões, uma vez que todos os presidentes dos partidos envolvidos têm suas preferências majoritárias e não estão dispostos a abrir mão delas ou prejudicar os entendimentos anteriores. O que circula na 'rádio peão' não afetará os entendimentos. 'É coisa de quem tenta atrapalhar nosso entendimento', resumiu um dos articuladores da chapinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário