segunda-feira, 2 de abril de 2012

Com Serra fora do páreo e muita aperto no coração, Aécio vai empurrado para a oposição. Ou finge que vai.

Com Serra disputando a prefeitura de São Paulo, Aécio Neves, que durante 15 meses não disse a que veio, foi obrigado a assumir o papel de líder da oposição. Discursos, artigos, viagens, toda uma agenda de pré-candidato. Avisa que vai fazer cobranças mensais sobre o PAC. Que vai visitar obras inacabadas. Enfim, está em campanha. Obviamente que Minas Gerais continua fora desta agenda. Lá o senador Neves continua de mãos dadas com o PT para eleger o prefeito de Belo Horizonte mais uma vez. Sem direito nem mesmo ao lugar de vice. É a reserva técnica para, ao fim e termo de um curto período de oposição, se não houver chances de vitória, voltar correndo para concorrer ao governo do estado de Minas Gerais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário