sábado, 17 de março de 2012

Ronaldo Lacerda comunica em sua página no Facebook que anunciará sua posição política



"A MINHA POSIÇÃO POLÍTICA NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES
Chega uma hora em que todos nós somos chamados a tomar uma decisão. Na política, isto ocorre a cada dois anos no Brasil. Eu sempre tomei partido em Araripina e nas eleições estaduais e nacionais. Nunca procurei o conforto da falsa indecisão, apesar de ser comerciante. Desta vez não será diferente, principalmente porque o momento é conturbado e exige decisão de quem luta para transformar nosso município. Agora posso abrir esse canal de diálogo com outros amigos, que são vocês com quem compartilho aqui no facebook ideias e momentos de entrentendimento.
Brevemente terei que comunicar a minha posição política sobre o pleito eleitoral de outrubro. Alguns comunicaram antes, sem ouvir minhas ponderações. Mas farei diferente: vou ouvir a palavra de muitos a quem considero, que incusive já se posicionaram. Vou dialogar abertamente, na tentativa de saber se a minha postura está correta, e também para ficar em sintonia com o pensamento da maioria, já que a unanimidade é impossível.
Venho conversando com os amigos, com políticos de facções a quem antagonizo, com familiares e com outras correntes partidárias de Araripina, para que a minha decisão seja a mais acertada possível. Partidariamente, estou conversando com o PSL, presidido por Idelfonso Mel Lima, e com outros membros filiados à sigla, como o nossos amigos Ernildo Arruda e Luis Henrique. Tenho também tentado um diálogo com o PC do B, presidido por Ibipino, ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores.
Sou presidente municipal do PMDB e o que pleiteamos, em conjunto com os demais partidos, é uma aliança política e eleitoral que viabilize a eleição de vereadores que levem para a câmara municipal o pensamento da população. E que, acima de tudo, estejam em sintonia com os tempos modernos que vivemos e com tudo o que está por vir.
A nossa meta é eleger cinco vereadores que sejam capazes de incorporar novos temas à pauta desse debate atual e que leve para dentro da casa legislativa a voz de uma Araripina que discorda daquilo que vem ocupando o noticiário político.
Acredito que no máximo em uma semana teremos uma decisão tomada a informar, e esta certamente será resultado das conversas que terei também aqui com os amigos que se importam com isso.
Alguns amigos estão tentando me empurrar para dentro do embate, o que significa dizer sair dos bastidores e partir para o confronto propriamente dito. Estou avaliando os incentivos e as condições de 'tempo e temperatura'. Algo estimulante está me soprando na direção do SIM. Vou ouvir mais. Vou procurar arrancar de alguns amigos de longas datas e muitas lutas as poderações que preciso.
Quem aqui se sentir à vontade para externar seu pensamento, considere-se convidado ao diálogo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário