sábado, 10 de março de 2012

PDT faz marolinha em SP: Sai da base de Dilma e passa a apoiar José Serra.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), empossou ontem o pedetista Carlos Ortiz na Secretaria do Trabalho. O evento, marcado por críticas ao governo federal, sela a entrada do PDT no governo paulista e chancela seu afastamento da órbita petista na disputa municipal. Paulo Pereira da Silva, o Paulinhoda da Força, que preside a Força Sindical e o PDT-SP, participou da cerimônia. Sentou-se no palanque ao lado de Alckmin e do ex-governador José Serra, pré-candidato do PSDB à prefeitura. Em seu discurso ele criticou o governo de Dilma Rousseff por demonstrar 'pouco empenho' na defesa dos trabalhadores.  Aliado do PT nas eleições de 2008 e de 2010 em São Paulo, o PDT pretende lançar na disputa deste ano Paulo Pereira da Silva.
A candidatura do pedetista é vista com bons olhos por tucanos. Seria uma maneira de siglas aliadas ao governo federal, como o PSB, abandonarem a candidatura do petista Fernando Haddad sem se unirem formalmente ao PSDB -- o que reduziria o custo político de não seguir a orientação do Planalto. José Serra minimizou o efeito eleitoral da nomeação, mas disse que existe uma 'ligação amistosa' entre PDT e PSDB. (Informações da Folha de S.Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário