quarta-feira, 28 de março de 2012

Pacto de mediocridade

Os pré-candidatos Fernando Haddad (PT) e Gabriel Chalita (PMDB) selaram um pacto de não agressão e de união num eventual segundo turno com José Serra (PSDB) na eleição paulistana. O petista afirmou ontem que os dois unirão forças contra o tucano, seja quem for para a etapa final da eleição. "Se isso acontecer, se um de nós for para o segundo turno, contará com o apoio do outro", disse, na primeira declaração pública sobre o acordo. "Mas espero que nós dois possamos disputar o segundo turno, quem sabe..." Há cerca de duas semanas, o ex-ministro da Educação foi recebido em jantar no apartamento de Chalita em Higienópolis (região central de SP), como noticiou ontem a coluna "Mônica Bergamo".


O pré-candidato do PT disse que os dois mantêm "uma relação de respeito e amizade" e não precisariam fazer acordo para evitar agressões. "Não se espera outra coisa entre nós. No que nos diz respeito, isso está implícito desde sempre", afirmou. Chalita confirmou o pacto e fez elogios a Haddad. "Foi um jantar de amizade e de elegância. Queremos manter uma relação harmoniosa na campanha", disse. "Nossos partidos são aliados no governo Dilma. Todo o cuidado para evitar brigas entre PT e PMDB na eleição de São Paulo é fundamental." (Folha de São Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário