terça-feira, 20 de março de 2012

O recado de Jarbas

A cúpula do PMDB está em pé de guerra com  declarações do líder governista no Senado Braga de que vai estender a interlocução do governo a desafetos do grupo de Renan Calheiros (PMDB-AL) e José Sarney(PMDB-AP), como o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE). Na segunda-feira, Jarbas disse ter dúvidas se Dilma conseguirá dar passos concretos nesse enfrentamento:
'Não sei se Dilma quer isso. Ela tem o pé muito atrás. Se quer conversar com os independentes, precisa promover atos concretos. Até agora, ela tem tratado o Congresso com desdém. O fato de ter trocado (Romero) Jucá por Eduardo Braga, uma pessoa de nível acima da média do Senado, não deixa de ser positivo. Mas se sair de Jucá e continuar no mesmo círculo de Renan e Sarney, é trocar seis por meia dúzia'' disse Jarbas.
Sobre uma conversa com Dilma, Jarbas disse que, antes, precisa saber o rumo da prosa: 'Se for para votar com o governo, alinhado, não é bem assim. Sempre voto com o governo quando acho que merece.'
A cúpula do PMDB tem se reunido com o vice-presidente Michel Temer, em busca de como administrar a decisão, anunciada pelo novo líder do governo no Senado ao GLOBO, Eduardo Braga (PMDB-AM). Ele disse que Dilma “vai enfrentar as velhas práticas políticas”. (Com informações de O Globo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário