quarta-feira, 21 de março de 2012

Não leiam para não concordar

 Hoje uma boa parte do PIB vai estar com Dilma, em reunião onde ela vai pedir que eles tenham "espírito animal" e invistam mais para evitar a crise. Sem logística, sem educação, sem pesquisa, com uma das cargas tributárias mais altas do mundo, a culpa é dos empresários que, como diz o Dr. Mercadante, aquele economista brilhante, " devem produzir mais, por menos, para serem competitivos". Só faltou dizer que eles têm que "agregar valor" enquanto o governo só "agrega custos". Ao mesmo tempo, os jornais informam que o governo decidiu cortar mais R$ 368,6 milhões nas chamadas despesas discricionárias dentro do Orçamento da União de 2012. Assim, o contingenciamento desse tipo de despesa - verbas que podem ser usadas mais livremente, como investimentos - subiu dos R$ 35,01 bilhões anunciados em fevereiro para R$ 35,4 bilhões. "Espírito animal" só se for o do simpático burrinho aí da foto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário