quinta-feira, 15 de março de 2012

'Fogo' no tabaco


Marcio Beck, O Globo
A proibição dos cigarros com sabor pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) coloca o Brasil em situação privilegiada frente aos compromissos internacionais de combate ao fumo, afirma a secretária-executiva da Comissão Nacional da Implementação da Convenção-Quadro para Controle do Tabaco (Conicq), Tânia Maria Cavalcante.
A indústria ficou aliviada com a permissão da Anvisa para a adição de açúcares, mas vai aguardar a publicação da resolução para avaliar se toma medidas contra a proibição.
O Brasil é o primeiro dos 173 signatários do tratado criado em maio de 2003, ratificado pelo governo federal em 2005, a restringir até os cigarros mentolados. Nos Estados Unidos, que também adotou restrições aos sabores, esse tipo pode ser vendido.
— O Brasil já vinha sendo elogiado por ter sido o primeiro do grupo dos “megapaíses”, que inclui China, Estados Unidos, Índia e Rússia, a banir completamente o fumo em ambientes fechados. A decisão da Anvisa é um avanço considerável — afirma Tânia, também pesquisadora do Instituto Nacional do Câncer (Inca).
Leia mais em Decisão põe Brasil à frente na luta antifumo

Nenhum comentário:

Postar um comentário