terça-feira, 6 de março de 2012

Eucalipto: O Meu Araripe recebeu uma carta

Leia, abaixo, parte de uma "carta' enviada ao Meu Araripe, cujo teor se pretende transformar em abaixo-assinado.
É tema relevante. Interessa a quem defende os ecossistemas em geral e o bioma caatinga em particular. O texto foi elaborado por gente que entende do que fala e está 'infiltrado' a servço da Chapada do Araripe.


O preço desta negociação macabra será pago pelo Araripe, que ao ser vendido para que se possa plantar eucalipto sem restrição, se transformará em um grande deserto de eucaliptos, eliminará a biodiversidade, expulsando os agricultores e apicultores dos sítios para cidade ou quem sabe para outras regiões, como já aconteceu em outros estados, como Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Sul da Bahia.

Tudo isto está sendo construído bem debaixo de nosso nariz, na estação experimental do IPA em Araripina. Pesquisadores de confiabilidade duvidosa, apoiados por empresas e políticos que preferem não ter seus nomes divulgados (pois bem sabem do crime que estão cometendo), estão realizando os estudos que precisam, para o golpe final, ou seja, a justificativa pseudo-científica necessária para dar ar de seriedade, ao que poderá ser o maior crime ambiental de nosso estado, a transformação do Araripe em uma grande e estéril plantação de eucalipto.

Por isto os cidadãos abaixo assinado fazem pública a sua reivindicação de que seja parado imediatamente o andamento deste crime Ambiental, Social e Econômico, iniciando por:

a) Cessar os estudos do IPA (SARA/PE), relacionados ao eucalipto, destinando as verbas para melhoria da produção de alimentos na pequenas propriedades e na agricultura familiar.

b) Que a plantação de eucalipto seja declarada, oficialmente, o que ela realmente é, ou seja, uma monocultura convencional, de larga escala, para que não se beneficie dos títulos mentirosos de “Floresta plantada”, “Floresta Energética” ou qualquer outro eufemismo que vise acobertar a sua natureza perversa.

c) Que a Região do Araripe, nos Estados do Piaui, Ceará e Pernambuco seja declarada área livre da monocultura do eucalipto.

“ASSIM MANIFESTAMOS E TORNAMOS PÚBLICA NOSSA OPINIÃO”

Nenhum comentário:

Postar um comentário