sexta-feira, 30 de março de 2012

De aviões aos cabarés de Paris. Lula queria, lembram?

Esta semana, oficiais indianos teriam demonstrado estar insatisfeitos com as negociações para a compra dos caças Rafale, segundo anunciou o canal de televisão "Times Now". Os problemas se referem ao valor dos aparelhos e à falta de clareza quanto à transferência de tecnologia. Por outro lado, um escândalo envolvendo o chefe das Forças Armadas indianas, general V. K. Singh, se agravou, levando o ministro da Desefa, A. K. Antony, a declarar hoje que se for constatada qualquer irregularidade ou indício de corrupção em contratos do setor, o governo indiano não hesitará em "cancelar contratos em fase de finalização, ainda que já tenham passado por avaliações técnicas e comerciais". Em janeiro, o Rafale foi proclamado vencedor da licitação indiana. Desde então, iniciou-se um processo de negociações exclusivas com a fabricante Dassault. Leia mais aqui, em português de Portugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário